sábado, dezembro 30, 2006

Uma reflexão para 2007!


30 de Dezembro de 2006. O antigo ditador iraquiano, Saddam Hussein, é enforcado em Bagdad. Enquanto isso milhões de pessoas preparam-se para receber 2007. O facto passa despercebido aos olhos do Mundo. Menos no mundo muçulmano. Não há desculpas para o massacre de 148 aldeões xiitas de Doujal, a norte de Bagdad, assassinados como represália, em 1982. E para outros tantos, porventura. Não há desculpa para tamanha barbaridade. Contudo, ao ver as imagens de Saddam, antes da execução, qualquer um tende, inevitalvelmente, a questionar o valor da vida e a pensar sobre a pena de morte.
A invocação da pena capital — até ao fim — por parte dos americanos foi conseguida. Mas agora ficam muitas dúvidas no ar. Não sei se algum dia virão a ser dissipadas. O tempo o dirá. Questiono apenas: o enforcamento de um ex-ditador pode ajudar — como argumentam os americanos — à definitiva implementação do sistema democrático no Iraque? Como evoluirá o banho de sangue (a partir de agora ainda maior) entre sunitas e xiitas? Ficará o mundo mais seguro com a morte de um só homem que poderia pagar eternamente os seus erros e sem nunca mais ver a luz do dia? Talvez um dia a História conte a verdadeira «estória». Espero apenas que, onde quer que se encontre um americano, ele se envergonhe de o ser.
Um Feliz Ano Novo para todos!

Sem comentários: